“Nós não nascemos humanos, nós nos tornamos humanos.”

“Nós não nascemos humanos, nós nos tornamos humanos.” Isso quer dizer que eu só me torno algo quando em contato com outros seres humanos. “Humano” vem do latim e quer dizer “terra fértil”. As sementes não caem sozinhas nessa terra fértil que somos nós, elas precisam vir de algum lugar. Ser terapeuta é estar constantemente regando outras sementes e recebendo mais e mais delas em nossa terra, fazendo-as desabrochar em sua melhor forma 🌻💖

Aos seres humanos foi ofertada a Terra como morada transitória para o fortalecimento e o desenvolvimento espiritual, com direitos iguais para todos os povos. Aqui, neste planeta, deveria prevalecer o esforço de cada indivíduo para se tornar um verdadeiro ser humano. A cultura africana tinha consciência disso, enquanto os povos em geral enveredavam pela alienação da vida real, agarrando-se ao materialismo e ao poder terreno. Isso explica o comportamento moderado de Nelson Mandela, privado de sua liberdade por 27 anos para que não causasse prejuízos àqueles que auferiam vantagens econômicas na região. Mandela não tinha obsessão pelo poder, por isso os líderes insensíveis, que não vacilavam em causar sofrimentos a outros para satisfazer suas cobiças, não o compreendiam. Eleito para a presidência da África do Sul em 1994, recusou-se a ser reeleito em 1999.

Pobre população fragilizada. Não era o bastante a precariedade da mobilidade, das moradias, na falta de saneamento, no declínio na qualidade das famílias e na educação. Agora eles e praticamente as pessoas de todas as nações enfrentam a civilização do medo e insegurança, que aumenta a inquietação e leva ao engodo de alguma melhora ao adquirir bens como meio de alívio da tensão, sem compreender que se trata de um paliativo que logo perde o efeito, pois falta uma perspectiva de futuro melhor e duradouro. Nosso mundo poderia e deveria ser bem melhor.

Ser Humano – Aprovei os momentos

Nas novas gerações percebe-se inquietação da mesma espécie, com outra aparência. Devido às rápidas mudanças em andamento, os jovens se apegam a outros valores, querem se permitir aproveitar os momentos sem se comprometer, mas também não conseguem aplacar a inquietação que os domina, pois da mesma forma não percebem a essência do problema íntimo, próprio do ser humano que é inconscientemente impelido para a busca de sentido.

Os jovens não querem ficar presos a um local, a uma atividade específica. A inquietação os impele para algo desconhecido. Não sabem o que querem porque não conseguem ouvir o íntimo exortador que quer o despertar da essência, do eu interior. O homem se tornou o parasita imediatista que não respeita as leis naturais e, com isso, vai sugando a energia da natureza até exauri-la. Agora o planeta está no limite e a natureza mostra a sua revolta contra essa irresponsabilidade. Há um sério problema na Educação. Muitas coisas mudaram. Há grande instabilidade. Os jovens querem aproveitar a vida, mas não a compreendem.

A tecnologia está contribuindo para o enrijecimento das rotinas e as pessoas vão se distanciando do sentido da vida. Uma possibilidade de fazer um contraponto seria despertar nas crianças o interesse pela lógica da natureza, suas causas, seus efeitos, a naturalidade dos animais e plantas, tudo no intuito de abrir a mente com amplitude e profundidade para que elas aprendessem a se situar num mundo interdependente no qual todos podem contribuir para a melhora de todos.

Segundo Mandela, a educação é a arma mais poderosa que se pode usar para mudar o mundo. No Brasil enfrentamos um descuido muito grave, que vem desde o Império, agravado com a desagregação familiar, influência da TV, mudanças bruscas na forma de viver e trabalhar. Como poderemos motivar tantos jovens a estudar? Como dar um sentido mais sério à sua existência? Uma tarefa para todos nós, para as empresas, governo e universidades, ou estaremos diante de uma inevitável decadência e retrocesso.

Na atual fase de medos e consumismo, poucas são as almas que buscam a compreensão dos problemas que afligem a humanidade, e as soluções reais para resolvê-los. Poucos buscam conhecer os mistérios da vida e da Criação. Todos nós nascemos como humanos, mas por incrível que pareça, temos de nos humanizar, isto é, nos tornamos seres humanos de fato. Ao escrever a Mensagem do Graal, Abdruschin queria chamar a atenção para esse fato visando elevar o ser humano e a cultura, mostrando as consequências de a humanidade não ter olhado para isso mais atentamente.  Quando houver consciência de que não somos donos do planeta, o qual habitamos transitoriamente, a paz surgirá através do servir.

“Nós não nascemos humanos, nós nos tornamos humanos.” Isso quer dizer que eu só me torno algo quando em contato com outros seres humanos. “Humano” vem do latim e quer dizer “terra fértil”. As sementes não caem sozinhas nessa terra fértil que somos nós, elas precisam vir de algum lugar. Ser terapeuta é estar constantemente regando outras sementes e recebendo mais e mais delas em nossa terra, fazendo-as desabrochar em sua melhor forma 🌻💖

Talvez você se questione! Como assim? Não entendi! Em um primeiro momento essa frase parece mesmo confusa, mas ele estava absolutamente correto ao escrevê-la dessa maneira!

Eu gosto muito de conhecer as raízes das palavras, e por incrível que pareça, a palavra “humano” é conhecida por bem poucas pessoas! A sua etimologia vem do latim “humus”, que significa “terra fértil”. Esse termo é o mesmo que origina a palavra HUMILDADE. Ou seja, só pode ser humilde alguém verdadeiramente humano, e só pode ser humana a pessoa que faz de si uma terra fértil, capaz de gerar algo novo a partir de seus nutrientes cultivados.

Se você observar o desenvolvimento de um feto, inclusive isso está documentado em diversos livros de Embriologia. Nós a cada movimento no tempo vamos tomando a aparência semelhante a de outros seres vivos mais primitivos em relação à nós! Somos semelhantes aos peixes em um tempo, depois semelhantes girinos em outro, semelhantes a jacarés em outro, semelhantes a coelhos em outro, até que por volta de 6 meses de gestação estamos completamente formados na nossa constituição humana, apenas crescendo em tamanho até o momento do nascimento!

teoria evolucionista diz que nós somos a evolução de seres que viveram nesse planeta há milhões e milhões de anos e esse processo ocorre de uma maneira bem lenta. Eu acho tudo isso fascinante e de certa forma concordo com essa teoria.

Observe a evolução dos seres humanos só do século XIX para cá! No século XIX não havia internet nem nada das facilidades que temos hoje! As pessoas se comunicavam por cartas que demoravam semanas para chegar ao seu destino! Não havia aviões nem carros que atingem as velocidades enormes que vemos hoje… Tudo isso é fascinante!

Saindo um pouco dessa reflexão evolucionista e voltando para o Campbell, é interessante notar que a humanidade verdadeira só acontece quando permitimos aflorar nossos potenciais. Quando permitimos que as sementes da vida sejam plantadas dentro da gente, para que delas surjam raízes, que crescerão e formarão uma árvore frondosa, com muitos frutos, folhas e flores!

E o mais interessante dessa frase está no TORNAR-SE. Esse verbo por si só já indica um FUTURO. Ninguém se torna alguma coisa no momento presente! No aqui agora eu posso ir me tornando, me trabalhando, mas eu só me torno algo após um investimento de tempo e energia!

E eu só me torno algo em contato com outros seres humanos! As sementes simplesmente não caem sozinhas nessa terra fértil que somos nós! Elas precisam vir de algum lugar. E que lugares são esses? Nossos pais, a família, a escola, os amigos, a religião etc. etc.

Cada núcleo humano joga algum tipo de semente, que só vai se desenvolver e gerar uma planta se alimentarmos!

Aquilo que alimentamos e colocamos nossa energia é o que se desenvolve dentro de nós e acaba se transformando em nossa REALIDADE!

Nossa realidade é o nosso AQUI e AGORA, com cada escolha que fazemos e cada caminho que trilhamos! E você? Que tipo de sementes tem caído em sua terra? Que tipo de solo é o seu? É um solo pedregoso? Um solo espinhento? Um solo sem profundidade? Parafraseando aqui a parábola riquíssima do semeador!

“Nós não nascemos humanos, nós nos tornamos humanos”.

A humanidade tem uma relação muito forte com o divino e espiritual também! Essa frase do Campbell se conecta perfeitamente com uma das célebres frase do grande Carl Jung!

“Qualquer árvore que queira tocar os céus precisa ter raízes tão profundas a ponto de tocar os infernos.”

Ou seja, quanto mais humanos nos tornamos, mais nos enraizamos e mais vamos adquirindo força, vitalidade, bons nutrientes e dessa forma, capacidade para atingir as alturas do espírito!

“Os céus” é um simbolismo para aquilo que ainda não conseguimos alcançar, mas que pode ser alcançado. Porém, para chegarmos lá, precisamos encarar as nossas sombras, medos, traumas, recalques, mecanismos de defesa e tudo o mais que tanto o Jung, como o Freud, o Adler, o Carl Rogers e tantos outros psicoterapeutas desenvolveram ao longo de suas vidas!

Percebe como essa frase do Campbell é de fato verdadeira e profunda? Mas ela só é possível de ser compreendida viajando pelo mundo da Biologia, do Evolucionismo, da Filosofia, da Psicologia e da Espiritualidade!

Que todas essas reflexões lhe deixem inquieto! Essa é proposta desse texto, mostrar para você o quanto estamos longe de sermos plenamente humanos!

Eu digo isso com toda sinceridade e humildade! Tudo que coloquei aqui não passa de apenas uma pequena poeirinha frente ao infinito de possibilidades que nós como seres humanos podemos chegar! Como nos diz o Jung! Para atingir os céus precisamos nos enraizar e nos tornarmos cada vez mais humanos, cultivando essa terra fértil que nós somos e sendo humildes para concluirmos que tudo pode ser resumido na célebre frase do pensador da antiguidade Sócrates!

SÓ SEI QUE NADA SEI…

Adaptação do Texto de Isaias costa


Click para Avaliar essa Matéria
[Total: 2 Média 5]

Geferson Oliveira

Músico, Administrador de Empresas, amante da Cultura e cozinheiro nas horas vagas. A pior prisão é a do preconceito! Pessoas normais me assustam! Cria Curvos Y Te Sacarán Los Ojos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *